terça-feira, março 21, 2006

Novo Mundo


Como os raios de sol tocam a Terra
Movendo a sombra do dia até a noite
Meu corpo se move por este solo
Ao alcance da Lua e do Sol

Então eu e as nuvens choramos
Na tarde cinza de outono
E quando inverno chegou
Me aqueci
Com o abraço quente do Fogo

Mas na primavera ri
Quando as flores eu vi
Desabrochando

Gaia me de a mão e me guie
Nesse mundo Novo
Sem a linda poesia
Deste ingênuo povo
Que não conhece a magia

E a descrença
Que do novo mundo
É a nova maldição

O velho mundo
Cheio de fantasia
Agora não passa de um sonho
De uma noite de Verão

4 comentários:

Saramar disse...

Olá, Dan, boa noite.
Vi seu recado no mural do Recanto e vim conhecer seu cantinho.
Muito lindo, cheio de belas palavras e lindos versos.
Fiquei encantada.

Voltarei mais para ler todos os seus poemas.

Beijos

Marla disse...

Dannnnn que saudade que eu to de você lindoooo..
sem noçaooooo
pode crer to precisando sair hahahaha beijão
amo-te fica na paz

Segura o bilauzinho! disse...

Vc escreve bem Dan!!!! gostei muito dos seus versos!

Belle disse...

Vamos fugir pra esse sonho?