quarta-feira, outubro 31, 2007

Carta Marcada

Era uma vez, em um dia X, na hora exata... --

E simplesmente.
A simples mente
Viu-se surpreendida.

De rostos próximos
Que formam cálices
Transbordados
De vinho e sabedoria

De um suspiro.
Vai-se da loucura à sanidade.

Da intensidade
Destrói-se a realidade.

Simples mente, mente.
Mente Mentiras de mentirinhas
De pernas de pau

Até minha paciência na cozinha

Foi quando a personagem
Interpretou o ator

Da saga da dama
Das canções, dor.

Das notas dissonantes
Inicia-se certa harmonia
Do olhar - instante

Da percussão e o sopro
Na umbra do quarto
Teu rosto

Sobrevivi, graças ao teu ar

Sobre-vivi com você
No apartamento 21

Quando percebi
A vontade guiou minhas pernas
Que seguiram infinitas escadas

E subi.
Assim como se toca o espírito
Através da carne

E as armas
Não existiam mais.

Assim como
O monocromático
Tombado para trás.

Eu pequei
Tu pecaste
Ele pecou

Agora tanto faz.

De bobeiras sussurradas
Ao pé de ouvido
De grandes filosofias bizarras
Faladas baixinho.

A epopéia do sátiro e uma ninfa
Harpas, launge e Citaras.

E alguém ouviu a explosão
De Duas almas se chocarem

Abraço, enlace e sou todo ouvidos
Colo, beijo, afago.

E o beijo faz
Os devaneios se calarem

O mundo se calou.
Deus respeitou.
A madrugada se orgulhou
A lua invejou

Nós.

E jogada no ar.
A dança

Das cócegas
Gargalhadas de criança

Numa simetria perfeita
Quando o sol surgiu
Em uma luz constante mente
Intensa

Liguei a cachoeira e parti

Removemos
Restos de tapete persa

Re-movemos nossas vidas

O sol teimou em surgir
As portas teimaram em abrir

Até um ultimo Momento
Você aqui.

Até o ultimo trago
O dia e um Motivo Claro.

Amei de uma maneira
Que durante uma noite inteira
Nunca irei
Amar alguém.

 



5 segundos para dizer...

7 comentários:

Bárbara disse...

parece até um final feliz.. loucuras, sagas, olhares, bobeiras.. parece mesmo que tá tudo apontando prum final feliz. Só não sei pqe afirmei isso.

deve ser pqe o melhor de tudo foi me pegar sorrindo ao temrinar de ler o texto.

Mariah disse...

ahh váááá.... fez parar.

Chuck disse...

.

Muito Grande.

Ferdi disse...

Nossa Dan, nossa..

rubia disse...

lindo poema. Parabéns! Nunca tinha vindo aqui e certamente voltarei...

Anderson disse...

intenso pra caralho.

vc escreve muito bem.

abraço.

Thathá disse...

porra...eu te conheço o suficiente pra entender esse poema...mas mesmo q eu não soubesse do que ele fala...seria lindo por ser subliminar, pelas brincadeiras com as palavras!!!
atenção especial para: "Até minha paciência na cozinha"
hauhauaha sem mais....