quarta-feira, março 11, 2009

Construções III

Sol, vento
Chuva La longe
Arco-íris aqui perto

Rua, calçada, poste
Buraco, possa, lixeira
Placa, faixa e farol

Espera
Carro, moto com pressa
Espera

Faixa
Carro rosnando do lado
Gente vindo de frente
Esquiva
Calçada, passos em alerta
Trovão que anuncia

Claridade de nuvem escura
Sol na montanha lá longe

Um pingo na cara
Outro no braço

Gota por gora
Passo por passo

Passos leve
Chuva pesada

Gente correndo
Guarda-chuva armado

Carros com pára-brisas ligados

Trovão que retorna
Toldo lotado
Altos murmúrios isolados

Possas no chão

Bueiros gargarejando
Meio fio desgovernado

Cães ligeiramente indiferentes

Pés molhados
Roupa encharcada

Água feito chuva
Pessoas feito açúcar

Espera
Luz que retorna de leve
Espera

Calma nas ruas
Gente andando

Ar úmido
Chão de asfalto molhado
Primeira estrela desponta

Restos de nuvens cansadas
Sol da tarde manchado
Em céu de Picasso


11 comentários:

Bárbara disse...

Contruções que sempre dão uma obra e tanto.

O final sempre faz jus.

Blog lolcos disse...

nao sou tanto assim com poema
sim com rimas
com poema nem tanto
hahaha
mais legal o blog parabens

Khaos disse...

Isso me lembrou as palavras de Adriana Calcanhoto x)
muito bom! Faz um sobre a vida no campo, cara *-*

Du Santana disse...

lindo! heheh

lembra chico e gil, e tbm os concretos..

muito bonito mesmo!

Thathá disse...

que gostoso! ^^

Inez disse...

Passos lentos na chuva forte, refrescando a mente cheia de pensamentos descontrolados.

Avassaladoras Rio disse...

Querido amigo avassalador...
O que mais gostei foi de sua frse de efeito: "Confissoes arrancadas do fundo do coração de um canalha"!
Muito boa!
mas pelas poesias... vc tem coração , mas não canalha kkkkk

Rodox disse...

Para um coração canalha até que suas poesias são cercadas de sentimaentalismo.

Eliana disse...

Dan vc consegue fazer a gente enxergar cada situação ,realmente e novamente muito bommmmmmm!!!
bjs
Li

Eu disse...

adorei o poema! :)

N. Araujo disse...

e para onde foram as outras gotas de chuva?
será que ficaram com o arco-iris?