segunda-feira, agosto 06, 2007

Menina dos Olhos

"Oi Menina"
E ela respondeu com um sorriso
E devolvi o sorriso em dobro.

Menina, dos olhos.
Café na cama. Passos por ilhas.
Bares e vertigens, amor ébrio.
Beijos arriscados, fantasia.
Para ela. Paralelas. Poesia.

Só, que.
Uma fração, de incoerência.
Receios falhos

Menina dos olhos
De um poeta.

E partir, sem dar a chance de um futuro.

"Adeus menina."
E ela me respondeu com lagrimas.
E devolvi com lagrimas em dobro.

3 comentários:

Bárbara disse...

o amor é sempre o trágico da vida.

Ah.. a menina dos olhos de um poeta.. sempre bonita, sempre sentida, sempre bela.
A despedida dos olhos de um poeta.. ah, talvez a mais triste que existe, talvez a mais deprimente, mas sempre a mais.

clara disse...

o amor parece eterno em uma biblioteca,
mas na vida real, um homem é facilmente desfeito...

Chuck disse...

Poetas - Poesias - Meninas - Olhos - Poesias - Poetas -